Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

Manifesto em Dó Maior: Liríca da Indigência

Não temos casa para pendurar os quadros que os nossos amigos nos ofereceram, somos uns desgraçados que metemos dó, temos aliás, muita pena de nós próprios. Tivémos, pela nossa condição de sem abrigos intelectuais e, para nos aquecermos no inverno, que queimar essas magníficas telas, chama-se a este ritual Ars Pyronomica (a arte de dominar o fogo), algo que os antigos nos legaram em manuscritos (papéis hegiénicos) da maior importância histórica.

 

Não temos roupa! é uma vergonha! como é possível!

 

Vamos nús para as inaugurações de exposições de arte contemporãnea e,  é aí que enchemos as nossas panças de cróquetes e vinho tinto e ainda nos felicitam pela magnífica performance!

Mas não somos orgulhosos, estamos é muito magros, dizemos a todos os que se aproximam que estamos assim vestidos porque o frio é para os fracos! Não metemos arte nem filosofia ao barulho...bem, talvez um pouco de Adorno...

Afirmamos, também, que não temos vergonha dos nossos escrotos anti-artísticos, mirrados pela geada nocturna e por privações neo-conceptuais...é  a vida... e a vida é bela!

 

A Arte e os Artistas são eternos...isto é absolutamente Verdade, mas nós não...Nós arderemos como palha, nada sobrará da nossa passagem por esta pastagem...por isso é bom que se vão habituando à nossa ausência, ou então que se obrigem a amar-nos, não é que tenhamos feito alguma coisa para merecer o vosso amor, mas sim por uma questão de humanismo... por pena porra!

 

Por favor Amem-nos!

 

Nós somos uns miseráveis...

publicado por Semeador de Favas às 13:18
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Junco Julieta Túbaro de Guindaste a 5 de Novembro de 2007 às 19:19
epa miserável és tu ó astrolábio, porra! nao me juntes a essa paneleirisse de túbaros mirrados e núzinhos nas inaugurações...
falta de amor porra?! ai o caraças, mas que vem a ser isto?! ã?! quando falas no geral fala por ti e não me metas pelo menos a mim (não sei qual a opinião dos senhores pinano e balla) nessas conversas apenas porque tenho um nome de senhora no nome... ao que isto chegou!!!

AMIGOS COMENTADORES FANTASMAS! TUDO O QUE FOI DITO ACIMA É PURA FRAUDE DE ALGUÉM QUE PRETENDE MOSTRAR FRAQUEZA E TRAMAR CINICAMENTE OS COMPANHEIROS DE GRUPO (de intenção ainda desconhecida)!!! NADA É O QUE PARECE!!! ANTIARTVIRAL É UMA ORGANIZAÇÃO ORGANIZADA E COM MUITA CLASSE, QUE VESTE ARMANI E APENAS PICA UM OU OUTRO CROQUETE NAS INAUGURAÇÕES APENAS PARA NÃO PARECER MAL À COZINHEIRA, por piedade! NÃO TEMOS CASA PARA PENDURAR OS QUADROS DOS NOSSOS AMIGOS POIS ESTES SÃO DE BAIXISSIMA QUALIDADE, PARA ALÉM DE QUE A NOSSA CASA SE ENCONTRA REPLETA DE OBRAS NEOCLÁSSICAS E NATURALISTAS OBTIDAS PELA VITÓRIA ECONÓMICA EM LEILÕES DO MAIS ALTO GABARITO!!!

EU, TÚBARO DE GUINDASTE, SOU ORGULHOSO, E COM BASTANTE RAZÃO PARA ISSO! TU, ASTROLÁBIO, TENS MUITA ASTROLÁBIA E MENTES COM AS BEIÇAS TODAS! ORGULHA-TE DO QUE TENS E DA TUA POSIÇÃO, OU TEREI QUE RECORRER A AUTORIDADES SUPERIORES COMO SR.JOE BERARDO.

OBRIGADO POR NADA!









o frio é para os fracos.


De Junco Julieta Túbaro de Guindaste a 5 de Novembro de 2007 às 19:21
ANTIARTVIRAL NÃO É O QUE PARECE!


De assinante Anónimo e Desconhecido a 5 de Novembro de 2007 às 20:20
(1ª e última aparição)

Boas senhores interventores do ANTIARTVIRAL,

Devo citar que como assinante deste blógue desde os seus primórdios, tenho vindo a desiludir-me e confesso que me encontro bastante desapontado.

Em primeiro lugar, devido à descida picada relativamente à qualidade literal presente nas postagens, ao longo do tempo.

Em segundo, à primitivização ideológica e filosófica inerente às mesmas, imoral e desrespeituosa aos valores da maior parte dos leitores assíduos e assinantes como eu, que tinham um grande apreço e grandiosas esperanças de sucesso e amor comunitário deste pequeno mas denso e sumarento grupo. Desiludiram-me, tal como a muitos outros assinantes/"comentadores fantasma" (nas palavras de sr. Guindaste.

Ainda para mais (em terceiro lugar, por último), sim, já sinto pena de vocês como grupo e cumonidade sr. Astrolábio (era o que queria, já o tem, mas por outras razões atingidas de insaudáveis maneiras), porque sim, vocês andam ideológicamente de trapos. Isto porquê? Porque este "grupo" já não é grupo nenhum!!! É uma mistura de cabeças e ideias conflituosas, que, por sí apenas, consegue instaurar um caos generalizado!!!
Sr. Astrolábio perdoe-me, mas é realmente um "Dó", mas alírico. E que dó...

Em certa parte consigo compreender o ponto basilar deste descambar final (mas não desculpando qualquer das situações), ao documentar a impactuante substituição de gerência no blóque Arte Original. Mas, amigos (ou ex-amigos), há que manter a postura e a firmeza de grupo, não a de urâneo.
Por fim, deponho que o vosso anti-grupo (conseguiram ser "anti" a este ponto) perdeu um assinante e apreciador assíduo, por tão pouco que isso possa significar para vocês. Eu tinha-vos em grande conta.


Por fim despeço-me de vocês: Tzara Schaeffer, Hugo Balla, laranjacarevolta, dependendo do peso mais ou menos curvatura, pinano, Junco Julieta Túbaro de Guindaste e Astrolábio Dionísio (perdoem-me se me esqueci de algum, também não me preocupo muito).

Os meus pêsames,
Farewell.

Anónimo e Desconhecido


Comentar post

.HINO AAV "ainda indefinido"

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Memento Mori

. Retro-escavadora-spectiva...

. história aav

. O auto-flagelamento públi...

. Manifesto em Dó Maior: Li...

. A Doutrina Peixe-Aranha!

. Hino concreto ANTIARTVIRA...

. Antiartviral- Ars Anarchi...

. Diário de Bordo- expediçã...

. AntiArt Viral- Uma estrat...

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Maio 2009

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.links

.contador


Contador Gratis