Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007

Carta de clarificação para assunto da maior relevância dialéctica -Sabão vs Sabonete

O sabão e o sabonete são produtos distintos, utilizados ora na higiene pessoal  dos artistas, ora na lavagem cerebral de determinados individuos (tartistas: tipos que produzem tarte), mas também para decorar casas de banho de ateliers ou de escolas de arte. Podem surgir sob a forma de pastilhas, em pó ou em cremes. Na verdade, existe uma grande diferença entre o sabão, classificável como detergente e um sabonete.

O sabão define-se como um produto  de lavandaria, usado para lavar roupas manchadas de sangue intelectual.

O sabão é, geralmente, o resultado da reação química entre uma base (normalmente hidróxido de sódio ou hidróxido de potássio) e algum ácido gordo. Esta reação é denominada saponificação. O ácido gordo pode ser por exemplo: banha de porco(nhanha pseudo-critica) ou azeite de coco. O sabão  é solúvel em água e, por suas propriedades detergentes, é usado para lavar o obscurantismo da face da terra.

O mais comum é o sabão de sódio, praticamente neutro, que contém glicerina, óleos, perfumes e corantes, a este chamamos-lhe de sabonete (indicado para lavar a boca após o expelimento de excremento artístico e as mãos após a masturbação do ego).

O sabão Azul e Branco é o resistente e tradicional sabão português (que mesmo algo obsoleto mantem a suas  qualidades e a sua identidade intacta, um pouco à semelhança do Partido Comunista Português) utilizado na lavagem de roupas-sujas (comentários dos blogs miserabilistas).

Existem ainda o sabão liquido e o Sabão em Pó, utilizado para limpeza de roupas salpicadas de idiotice patológica (a nossa), que na sua composição tem enzimas, principalmente a lipase, para a remoção de manchas de gordura mental e outras sujidades neurológicas, provocadas pelo consumo excessivo de psicotrópicos. Este ultimo é fabricado através da pressurização de óleos e álcalis a uma temperatura de 130 graus Celsius. Após este processo, são adicionados corantes, enzimas e odorizantes e logo após a mistura, ainda fundida é aspergida em uma contra corrente de ar frio, formando os granulos.

 

 

fig.1- Sabão Azul e Branco tradicional português

 

 

 

                         

 

fig.2-  exemplo de Sabonete                                         fig.3- Famosa marca de Sabão

sinto-me: lavado
música: aldeia da roupa branca
publicado por Semeador de Favas às 16:49
link do post | comentar | favorito
|

.HINO AAV "ainda indefinido"

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Memento Mori

. Retro-escavadora-spectiva...

. história aav

. O auto-flagelamento públi...

. Manifesto em Dó Maior: Li...

. A Doutrina Peixe-Aranha!

. Hino concreto ANTIARTVIRA...

. Antiartviral- Ars Anarchi...

. Diário de Bordo- expediçã...

. AntiArt Viral- Uma estrat...

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Maio 2009

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.links

.contador


Contador Gratis