Sábado, 23 de Junho de 2007

Proposta Pró-posta de bacalhau-calhau (calhau-peixe para bater na cabeça de Escultores)

Por um posto de trabalho estável para cada jovem licenciado em escultura, principalmente nas faculdades histórico-mitológicas de Belas-Tartes de Lisboa e Porto, propomos uma saída fácil para a amargura do desemprego, ou pior, de uma vida dedicada à prática profana de uma vida dedicada à arte da escultura e de fumo indiscriminado de má marijuana.

 

È necessário, em primeiro lugar, que o escultor (licenciado em escultura) se comprometa a abandonar ou a não iniciar de todo actividades escultóricas remuneradas, independentemente da nobreza das matérias que utilizaria na contrução das obras. Daremos no entanto alguma tolerância ao escultor que ingenuamente proponha, eventualmente, esculturas feitas de ar ou mesmo de nada, qualquer outra matéria é absolutamente inaceitável.

 

Se cumprir o compromisso assinalado no parágrafo anterior esse escultor, será conduzido, à força preferencialmente, para uma rotunda próxima da sua área de residência, onde a partir desse momento dará inicio à sua nova e digna actividade de rotundista (ex-artista dedicado à ocupação espacial de rotundas).

 

A partir do momento em que o rotundista passa a ocupar o seu posto, entra em vigor o conjunto de tarefas e obrigações que lhe foram destinadas, que se violadas por qualquer motivo injustificado terão como consequência imediata, o despedimento do rotundista, e o seu regresso imediato e compulsivo ao putrido mundo da arte (a arte cheira mal).

 

As tarefas passam na generalidade por não fazer coisa nenhuma, tentando ao máximo reproduzir os movimentos de uma escultura futurista-fascista de Umberto Boccioni, que tem pernas e braços por todo o lado, o que faz com que toda a gente exclame- " olha ela move-se!", sabendo ao mesmo tempo que ela não se move de todo, ou que se move apenas por sabermos que nada está parado (a não ser o processo de paz israelo-palestiniano), ou que se move tanto quanto o Cristo Rei, também ele um pouco fascista (a escultura é fascista ponto final). È aconselhável que as acções do rotundista não superem em quantidade e qualidade as dos mobiles de Alexander Calder, que só não são fascistas por que não são esculturas, provocadas pelos elementos: o vento, a chuva os tremores de terra, etc...

 

Na verdade esta sujeição sodomizante aos elementos da natureza e aos seus efeitos plásticos práticos sobre a matéria (a erosão e a oxidação por exemplo), é a principal funcionalidade de um rotundista competente, escultor tornado anti-escultor, tornado performer anti-performer, tornado escultura efémera anti-escultura efémera, tornado útil anti-útil, tornado anti anti-escultor, tornado anti-artista anti anti-artista (o rotundista é um ser inútil e por isso mesmo bom, honesto e verdadeiramente criativo).

 

O rotundista está autorizado a abandonar a rotunda/habitat sete vezes por dia (um luxo que um emprego artístico não permite, porque o artista é artista vinte-e-quatro horas por dia) para cumprir com as suas obrigaçôes fisiológicas, alimentação e derivados da mesma, apesar de saudarmos o esforço do rotundista que opte por se alimentar do que o solo da rotunda lhe fornecer, minhocas, insectos,plantas e vermes variados.

 

O rotundista está também autorizado a utilizar o dom da fala de forma optimizada, recorrendo a ele para fins de insulto, às instituições de ensino artístico que insistem em formar bestas trogloditas como são os escultores, aos estudantes de arte, ao ministério da educação que permite este ultraje à dignidade humana , e a todos os que alimentam este monstro que devora as mentes inocentes dos não-artistas.

 

O cargo é vitalício, o rotundista ocupa a sua rotunda/lar-doce-lar como um Menir (fascismo artístico pré-histórico) a planície, ou as Pirâmides o planalto de Gizé. Em caso de morte ou avaria permanente, o rotundista ser´´a depositado em sede própria, tendo a única garantia que a sua memória não será manchada jamais será manchada por um epitáfio insultuoso tipo "Aqui jaz o Artista" ou "Este que morreu era Artista, um grande Artista, ou simplesmente "Artista". Mais, comprometemo-nos a, em caso algum, permitir que este maravilhoso ser seja conotado com vocações artísticas, eliminadas do seu horóscopo, ou até mesmo com o seu passado no ensino artístico, convenientemente suprimido da sua história de vida e substituído pela sua gloriosa carreira de rotundista.

 

Afirmamos, finalmente, que é nosso ardente desejo que em poucos anos, uma década talvez, já não saiam escultores das universidades e sim e apenas, individuos dedicados e prontos a abraçar o rotundismo como unica alternativa credivél ao esculturismo, e que em mais alguns anos todas as esculturas que ainda subsistam nas rotundas sejam substituidas por rotundistas profissionais.

 

 

publicado por Semeador de Favas às 15:48
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Piteira a 27 de Junho de 2007 às 15:12
boaa crítica meu grande comuna da merda!!!


De Che Guevara das rotundas a 30 de Junho de 2007 às 19:58
Sou, infelizmente, um jovem licenciado em escultura na faculdade excrementícia de Belas-Artes de Lisboa , e quero dizer aos responsáveis por este luminoso blog, que contem comigo como futuro rotundista . Inabalável é a minha confiança na causa, indestrutível a minha vontade de por ela combater. Rotundismo Siempre!Esculturismo nunca mais!


De João Cutileiro a 10 de Julho de 2007 às 20:47
Boa tarde,

desde já quero saudar os autores deste blog de qualidade mediocre e as suas iniciativas anti-progresso.

Em segundo lugar quero dar-vos os parabéns por esta palhaçada ridícula, fascista e anti-humanista que é confundir seres humanos com obras de arte ou coisas decorativas para o centro das rotundas.
Acho plausível e bem pensado, ainda para mais havendo liberalização do consumo de cannabis de baixa qualidade. É uma boa campanha.

E eu próprio como ex-estudante das Belas Tartes, tenho certa vontade de pertencer a essa elite reformista em ascenção.

Venho pedir-vos o boletim de inscrição se é que existe ou necessário e imediatamente dirigir-me-hei à rotunda das Portas do Rai'-do-Mundo. Isto é, se possível e não estiver já ocupada. Mas dava-me geito por ficar perto da minha futura caverna que é neste momento uma casa onde costumo trabalhar em obras de arte que queimarei após a minha aprovação no vosso projecto, de maneira a me ausentar apenas 4 vezes por dia (atingindo uma alta qualidade rotundista, que levarei isso a sério) - pequeno almoço, almoço, jantar e seia com respectivas necessidades fisiológicas incluídas. Espero com a prática este número de ausências venha a diminuir.

Devem reconhecer a minha prévia cooperação/projecção futura com esta iniciativa ao reparar que construí a minha obra "arco do triunfo" do outro lado da estrada na rotunda pensando na minha posterior pertença ao movimento rotundista, de maneira a poder cumprir melhor o meu objectivo de vaiar e insultar o alheio artístico. Claramente não deixarei de vaiar e insultar todo o resto pertencente ao mundo artístico e escultórico, inclusivé o antigo eu como todos os outros estudantes de Belas Tartes.

Apenas não sou capaz de garantir uma reprodução muito fiel da escultura de Umberto Boccioni, mas garanto que me esforçarei e na pior das hipóteses reproduzirei o Cristo-Rei ou a Família de Canto da Maya.

Contem comigo neste magnífico projecto Albina Beterraba e todos os outros responsáveis! Estou disposto a mudar a minha vida na tentativa de mudar o mundo com esta organização revolucionária!
Estou com vocês!

Obrigado


PS: Será possível por vossa parte o fornecimento de parte da marijuana consumida pelos rotundistas?


De Leonardo Da VinCi a 10 de Julho de 2007 às 21:00
Como dizia o otro: "A escultura é algo em que tropeças quando retrocedes para ver uma pintura" neste caso pa fugir dos carros.


Comentar post

.HINO AAV "ainda indefinido"

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Memento Mori

. Retro-escavadora-spectiva...

. história aav

. O auto-flagelamento públi...

. Manifesto em Dó Maior: Li...

. A Doutrina Peixe-Aranha!

. Hino concreto ANTIARTVIRA...

. Antiartviral- Ars Anarchi...

. Diário de Bordo- expediçã...

. AntiArt Viral- Uma estrat...

.arquivos

. Fevereiro 2011

. Maio 2009

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.links

.contador


Contador Gratis